Benefícios para a saúde ao andar de bicicleta

Andar de bicicleta é uma das atividades físicas que mais conquista apaixonados por esportes ao ar livre. O exercício pode ser praticado por pessoas de todas as idades, unindo amigos e famílias em parques e ciclovias pelas cidades. Com uma bicicleta você pode ir trabalhar sem se preocupar com o trânsito, se exercitar aos finais de semana e até mesmo viajar nos feriados gastando quase nada.

Se todas essas vantagens ainda não te convenceram saiba que andar de bicicleta faz muito bem para a saúde também. Além de benefícios estéticos a atividade melhora toda a saúde física e também mental. Deixa o praticante preparado para encarar a vida com mais leveza e sempre com um sorriso no rosto.

Benefícios para a saúde ao andar de bicicleta

Fortalece o sistema imunológico – Ao sair do sedentarismo o sistema imunológico se fortalece e você deixa de sofrer com gripes e feriados. Evita sensação constante de cansaço, melhora o sono e a concentração. Por isso é importante se exercitar pelo menos três vezes por semana.

Controle de peso – Andar de bicicleta aumenta a taxa metabólica, facilitando a perda daqueles quilos extras. Em média, é possível queimar 300 calorias a cada hora pedalando. Em poucos meses você verá o resultado no espelho e nas roupas ficando folgadas.

Tônus muscular – Além de diminuir os números da balança, pedalar ajuda a definir os músculos e trabalha diversas partes do corpo ao mesmo tempo. O exercício fortalece principalmente pernas, joelhos, coxas e quadril. Os músculos do abdômen e dos braços também são fortalecidos.

Ossos e articulações – Pedalar ajuda na recuperação de lesões ósseas, previne artrite, aumenta a coordenação motora e dá mais força para todo o corpo. A atividade previne osteoartrite e a osteoporose e protege as articulações.

 

Diabetes – Pedalar meia hora por dia reduz até 40% do risco de ter diabetes. O exercício ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue, evitando o surgimento da doença ou controlando no caso de quem já tem diabetes.

Mente sã – Pedalar diminui os riscos de depressão, ajuda a lidar com as emoções e mantém a mente calma e em paz. Quem tem o costume de andar de bicicleta logo percebe melhoras em todas as outras áreas, como estudo e trabalho. Isso ocorre porque a prática regular de atividade física ajuda a ter mais foco e concentração.

Mais resistência – Andar de bicicleta ajuda na produção de estamina. Dessa forma, o ciclista nota que passa a ter mais resistência física e logo consegue encarar distâncias maiores do se imaginava capaz.

Custo benefício – Manter a mensalidade de uma academia ou de um centro esportivo pode pesar no orçamento mensal. Diante disso, investir em uma bicicleta se mostra bastante vantajoso. Afinal, a compra será feita apenas uma vez, e os benefícios serão sentidos ao longo de anos. Basta procurar um parque ou uma ciclovia e aproveitar as belas paisagens da sua cidade. Além disso, você pode trocar o carro pela bicicleta em diversas ocasiões, aumentando a economia financeira ao mesmo tempo em que adquire mais qualidade de vida.

Redescobrindo a Bicicleta aos 80 anos

Andrea Learned é Escritora e Consultora Independente de Negócios, com um histórico de 30 anos pedalando e vivendo em lugares como Portland – Oregon, Burlington – Vermont, e atualmente em Seattle – Washington. Fã ávida da Nutcase, ela entrou em contato conosco para compartilhar a história inspiradora de seu pai que voltou a pedalar aos 80 anos. O artigo abaixo conta o que inspirou ele a voltar a pedalar…

Voltando a Pedalar aos 80 anos

Tenho uma vaga lembrança de ver meu pai indo trabalhar de bicicleta em um dia de primavera em Michigan, no início dos anos 70. Também me lembro que isso não durou muito tempo. Assim como muitas pessoas que tem consciência dos benefícios que pedalar oferece, a vida segue em frente e muitas vezes não permite a pessoa a persuadir este caminho.

40 anos mais tarde, como de costume, passamos uma semana reunidos em uma casa no Lago Michigan durante o verão. Após ver seus filhos (todos agora com mais de 50 anos) e netos saindo para se divertir em bicicletas de aluguel, meu pai se motivou a voltar a pedalar.

Então, na viagem de 3 horas de volta para a casa em 2015, ele parou em uma loja de bike e comprou sua primeira bicicleta após décadas. Claro que meu pai ficou surpreendido com todo o conforto e tecnologia das bicicletas hoje em dia. Quem diria?!

Nunca é Tarde Demais

Meu pai sempre foi bem ativo, e consciente da sua forma física, mas ficou bem mais atento à sua saúde após receber o diagnóstico de diabetes tipo 2. A partir de então, os exercícios físicos tinham um propósito. Levantar pesos e fazer alongamentos em casa era uma coisa, mas fazer atividades ao ar livre em um lindo dia de primavera era algo totalmente diferente.

Segue o que ele me contou:

Ficar sentado em uma bicicleta ergométrica na academia é muito entediante em comparação a pedalar pelas ruas de Ann Arbor, quando o tempo está bom. Estou vendo minha comunidade com novos olhos e tendo ótimas conversas com as pessoas quando paro para descansar. Estou definitivamente relembrando o tempo em que era criança e saia pedalando, mas provavelmente hoje consigo tirar mais proveito disso.

Segurança em Primeiro lugar

A outra parte da história é que meu pai é profissional da área de medicina. Teve uma longa e plena carreira como médico, sendo os últimos 20 anos como parte do corpo docente da Universidade de Medicina de Michigan. Este fato é importante porque nós, seus filhos (4 no total) ouvíamos um sermão sobre segurança sempre que iniciávamos um esporte ou uma atividade nova. Tanto que, costumávamos ficar entediados a cada sermão (imaginávamos se todos os pais eram desse jeito?!)

Eu e meus irmão sobrevivemos a infância sem sofrer lesões graças as lições sobre segurança que ele nos ensinou. E sem contar que, para um senhor que cuidou de várias vítimas de acidente de bicicleta e moto, a segurança era sua principal preocupação.

Nas palavras dele:

Quando eu trabalhava no pronto socorro, costumávamos chamar os acidentados de bicicleta e motocicleta de “Ciclo Doadores”, pois era frustrante ver que muitos desses traumas na cabeça poderiam ter sido evitados caso estivessem usando a devida proteção. Então com base nisso, é claro que eu tinha que me certificar que meus filhos tivessem o hábito de usar capacete! E agora, como eu me considero um “senhor ciclista”, qualquer queda pode se tornar em algo muito mais sério. O capacete adiciona uma importante camada de proteção, então estou satisfeito que a tecnologia está sempre melhorando e os diversos estilos de capacete disponíveis hoje torna isso ainda mais agradável.
Exercícios, Liberdade e Diversão

Se você está lendo este artigo, significa que já pertence ao “coro” dos que gostam de pedalar. Porém, talvez você ainda não se deu conta da diferença que pode fazer ao incentivar um membro da sua família com mais idade a experimentar. Ver meu pai com muito mais disposição para exercícios em geral, e ver a total mudança de perspectiva dele sobre sua comunidade em Michigan, tem sido mágico. Seu entendimento sobre novas tecnologias também melhorou. Assim como qualquer pessoa fitness que usa diversos aplicativos, meu pai adora me atualizar sobre seus quilômetros percorridos através de mensagens de texto.

Por fim, de acordo com minha perspectiva, o fato dele pedalar significa que agora temos mais opções de diversões quando meus pais vêm me visitar em Seattle (golfe é a atividade preferida da minha mãe). No último verão, pedalamos um razoável percurso na trilha Burke Gilman. Após o passeio e um ótimo bate papo, encontramos com minha mãe em um bistrô ao lado da trilha para um agradável almoço de domingo. Nada se compara a isso.

Postado originalmente em: Nutcase (em inglês).