Lojista, aproveite os feedbacks dos clientes

O dia a dia do lojista é muito intenso. É preciso dar conta de fornecedores, clientes, colaboradores, da aparência da loja, ter controle do estoque, enfim, são inúmeras atribuições que exigem tempo e dedicação.

Quando sobra tempo para você, lojista, parar e pensar nos pontos de melhoria do seu negócio? Estar em constante evolução é fundamental para se tornar competitivo no mercado. E sabe quem é o seu maior aliado nisso? Os seus clientes!

Os feedbacks de clientes valem ouro e você deve prestar muita atenção neles, pois é ali que estão seus pontos de melhoria. Veja como coletar e o que fazer com os feedbacks.

 

Como coletar feedback

Há duas formas: de maneira formal e de maneira informal.

• Feedback Formal: É quando a empresa abre um meio de comunicação para isso. Pode ser por meio de um questionário rápido enviado por e-mail para o cliente, ou por meio das caixinhas físicas de sugestões que normalmente ficam próximo ao caixa.

• Feedback Informal: É aquele do dia a dia, onde o cliente tem uma reclamação ou elogio, ele pode ser de forma presencial ou digital, por meio das redes sociais. É importante treinar toda a sua equipe para entender a importância que um feedback tem para o negócio. Não é um cliente reclamando, é um cliente oferecendo a sua loja uma oportunidade de melhoria.

É claro que nem sempre o cliente tem razão, por isso, é seu dever como lojista conseguir analisar e filtrar os feedbacks que realmente merecem a ação para a melhoria. Essa é uma parte bastante difícil, pois o lojista deve sair da sua posição de dono e se manter neutro no feedback para conseguir filtrar de maneira correta.

O que fazer com um feedback?

O feedback pode ser positivo ou negativo. O positivo também deve ser considerado bom, pois afirma pontos bons relacionados ao seu negócio e que você deve se esforçar para manter. Sempre agradeça ao cliente pelo feedback positivo e informe que a loja vai se esforçar ao máximo para manter essa característica sempre forte.

Já o negativo, deve ser recebido com paciência, mesmo que o cliente esteja alterado. Brigar com o cliente nunca é uma boa ideia. Quem estiver recebendo o feedback negativo deve também agradecer o tempo que o cliente está usando para oferecer um ponto de melhoria para a loja. Depois, informe que a opinião dele é importante e que ele foi ouvido, que o feedback será passado para os responsáveis.

É importante ter uma gestão de feedbacks onde dê para fazer o registo de todos eles. Depois, você, como lojista, pode identificar quantas vezes houve a mesma reclamação ou elogio e conseguir definir de forma clara e coerente quais são os verdadeiros pontos de melhoria.

Depois dos pontos identificados, é hora de criar um plano de ação. Se o feedback negativo é que os provadores estão sujos, por exemplo, invista em uma nova rotina de limpeza para esse ambiente e assim por diante.

Por último, é importante informar ao cliente que ele foi ouvido. Por exemplo, comunicar que a loja recebeu vários feedbacks sobre a limpeza dos provadores e que o plano de ação foi criado e está sendo executado.

O seu cliente é a maior fonte de pontos de melhoria na sua loja. Dê a devida atenção e agradeça-o. É melhorando a cada dia que a sua loja conquistará mais clientes e se destacará no ramo de mercado em que atua.

Como criar a loja virtual de sua bikeshop

A forma de consumo mudou e as compras estão ganhando força no meio digital. As lojas devem estar atentas às tendências e precisam oferecer diferentes formas de compra para os consumidores.

Se você tem uma bikeshop e ainda não oferece uma loja virtual, ligue o alerta vermelho, pois você pode estar perdendo várias vendas por causa disso. Hoje em dia, as lojas devem se adaptar às preferências de cada cliente e oferecer diversas possibilidades de compra. Isso dá mais poder de escolhas para seus clientes.

Veja como criar a sua loja bikeshop virtual e começar a criar credibilidade no mundo digital.

Escolha a plataforma

Felizmente, há plataformas prontas na Internet que possuem toda a estrutura e segurança para você personalizar e criar uma loja online. Isso facilita muito a vida dos donos de negócios, pois não é necessário ter habilidades de programação para colocar uma loja virtual no ar. Veja algumas plataformas disponíveis no mercado:

• Shopify: Uma das mais populares no mundo do e-commerce, o Shopify oferece modelos prontos e de fácil configuração. O sistema tem design responsivo, que significa que são otimizadas para funcionamento por meio de celular, computadores e tablets. Ele oferece grandes possibilidades de relacionar a sua loja com suas redes sociais e usuários, por meio do < ahref=” https://www.facebook.com/business/help/651294705016616″> Pixel do Facebook.

• Wix: O grande diferencial do Wix é que ele permite colocar o PayPal como opção de pagamento, bem como cartões de crédito e opção de boletos bancários. Outro diferencial é a possibilidade de planejar cupons de desconto para seus clientes.

• Magento: O diferencial desta plataforma são os planos com valores acessíveis e as diversas extensões gratuitas que a equipe da ferramenta disponibiliza. Ele ganha pontos quando o assunto é flexibilidade e personalização.

• Drupal: Se você tem conhecimentos de desenvolvimento, vai gostar do Drupal. Trata-se de uma ferramenta de código aberto e permite que você faça a total personalização por meio dos códigos adicionados.

 

Personalize com a sua identidade visual

A sua loja virtual e física deve ter a “mesma cara”, por isso, é importante você investir tempo personalizando a loja com as cores da sua marca e seu logo. Busque um visual atraente e que mantenha o design e navegação de forma intuitiva.

Cadastre os produtos

Essa parte é bastante trabalhosa, pois você deve cadastrar todos os produtos que você deseja vender na loja. Além de fotos atrativas, é fundamental você disponibilizar informações completas de cada produto para que o cliente não abandone a sua loja virtual porque teve dúvidas sobre o produto.

Invista tempo fotografando e adicionando todas as informações sobre os produtos, isso será decisivo para o sucesso da sua loja online.

Ofereça diversas opções de pagamento

É o cliente que deve escolher a melhor forma para pagar pelo produto, por isso, se o seu fluxo de caixa permitir, ofereça diversas possibilidades de pagamento para o cliente, incluindo descontos para pagamento via boleto e opções de parcelamento.

Crie calendário de campanhas promocionais

Seja dia das crianças, Black Friday, Natal, é importante que seu e-commerce entre no clima e crie campanhas para chamar a atenção dos clientes. Elas podem envolver descontos, frete grátis ou brindes. A concorrência é grande e você precisa estar em constante atualização para conseguir se manter competitivo.

Agora que você já sabe como criar uma loja online para a sua bikeshop, que tal colocar a mão na massa e começar 2020 com um e-commerce de sucesso para o seu negócio? Para manter a sua loja com os melhores produtos para seu cliente, acesse o nosso site e navegue pela diversidade de bikes e acessórios que você comprar e vender online.