Nos EUA, a venda de e-bikes cresceu 145% em 2020

A PANDEMIA DESPERTOU DE VEZ O INTERESSE DOS AMERICANOS PELA BICICLETA.

O The New York Times publicou recentemente um artigo citando uma reportagem da NPD Group, uma empresa de pesquisa de mercado criada em 1966, cujos números não deixam dúvidas: a venda de bicicletas elétricas nos Estados Unidos aumentou notavelmente em 2020, com um crescimento de aproximadamente 150% em relação ao ano anterior. Ou seja: para cada bicicleta elétrica vendida em 2019, duas e meia foram vendidas em 2020.

Além disso, a venda de bicicletas em geral também aumentou, crescendo 70% em relação a 2019. E, segundo especialistas, o mais curioso é que muitas dessas vendas ocorreram entre jovens e idosos que nunca tinham sido ciclistas ativos.

Realmente, isso está se tornando um fenômeno global. Nos EUA, a previsão é de que esse percentual só aumente com o passar dos próximos anos. Um estudo da Cycling Industry News deu números altos na Europa também: 17% das bicicletas vendidas em 2020 eram elétricas. A previsão é que, em 2030, sejam vendidas cerca de 13,5 milhões de bicicletas elétricas na Europa, quase cinco vezes mais que as 3,33 milhões de 2019. Globalmente, o mesmo: espera-se que sejam 30 milhões de e-bikes.

Deixe um comentário